DOURO DIGITAL

SIMPLEX AUTÁRQUICO

COMPRAS PÚBLICAS

CENSOS 2011

CCDR NORTE

O NOVO NORTE

PORTUGAL 2020

PORTAL DO CIDADÃO

LOJA DO CIDADÃO

A. M. A.

R. C. C.

ESTATÍSTICAS

Membros : 1
Conteúdo : 916
Favoritos web : 40
Visualizações de conteúdos : 824352
Município de Lamego PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

 

História | Actividades Económicas | Gastronomia e Artesanato | Feiras e Romarias | Miradouros | Tempos Livres | Património

 

Mapa Geral dos Municípios Associados - Lamego.

 

 

Brasão do Município de Lamego.

Município de Lamego tem uma Área de cerca de 165,5 Km2, é constituído por 24 Freguesias e segundo os Censos 2001 (Fonte: INE - Instituto Nacional de Estatística) tem uma População Residente de 28081 pessoas, sendo a Densidade Populacional de 64,0 Hab/Km2. A Variação da População Residente entre 1991/2001 é de 6,9%.

 

 

 

HISTÓRIA


 

     Lamego é um Município com grande importância histórica e cultural na região Douro Sul. As suas raízes são anteriores à fundação da nacionalidade e o seu percurso através da História determinou, desde cedo, o seu protagonismo económico, político e cultural da região.

 

Rua do Castelo. 

 

     Almacave, Avões, Bigorne, Britiande, Cambres, Cepões, Ferreirim, Ferreiros, Figueira, Lalim, Lazarim, Magueija, Melcões, Parada do Bispo, Penajóia, Penude, Pretarouca, Samodães, Sande, , Valdigem, Várzea de Abrunhais e Vila Nova de Souto d'el Rei são as Freguesias que integram o Município.

 

Pormenor da Rua do Castelo de Lamego.

 

     O património monumental é um dos mais ricos de toda a região. Aqui encontram-se alguns dos mais interessantes exemplares de arte religiosa, belos e imponentes solares, vilas e aldeias pitorescas e um Museu que é um dos mais prestigiados de todo o país. Lamego é ainda um importante centro cultural. Para além do Museu Regional, possui outros equipamentos, como o Teatro Ribeiro Conceição e a Biblioteca Municipal, que fazem com que esta cidade seja um paradigma na vida cultural da região.

 

Biblioteca Municipal de Lamego.

 

     Lamego é ainda um Município de belíssimas paisagens, gente hospitaleira, gastronomia ímpar, lendas e histórias sobre tempos bem remotos.

Topo da Página

 

 

ACTIVIDADES ECONÓMICAS


 

     A Agricultura é a actividade económica predominante em Lamego. A produção vitivinícola tem aqui uma importância histórica e a ela está associada uma boa parte das tradições locais e dos costumes das populações. Foi o vinho que despoletou o desenvolvimento desta cidade e que consolidou a sua posição como importante pólo económico da região.

 

Comércio de Presunto em Lamego.

 

     Mas é também nestas terras que se produzem alguns dos produtos agrícolas mais reconhecidos em todo o país pela sua qualidade ímpar. A azeitona, a maçã e a cereja constituem uma fatia considerável desses produtos. Em Lamego, o comércio é também uma actividade nuclear e a indústria está em franco desenvolvimento.

Topo da Página

 

 

GASTRONOMIA E ARTESANATO


 

     Em Lamego, é obrigatório experimentar o cabrito assado com batatas assadas e arroz de forno, um dos pratos mais típicos de toda a região. O coelho assado no forno, a truta de escabeche e os milhos com entrecosto são outros exemplos da riqueza gastronómica de Lamego.

 

Bolas de Lamego.

 

     Para petiscar, recomendam-se as bolas de presunto, fiambre, vinho d'alhos, sardinha e bacalhau, a broa de milho, os queijos e os enchidos, cuja qualidade é há muito reconhecida.

     Na doçaria tradicional, destacam-se o biscoito da Teixeira, os peixinhos de chila, a tarte de maça, os bolinhos de arroz e o doce de ovos.

     A acompanhar qualquer refeição, aconselham-se os vinhos brancos e tintos. Em dias de festa, são imprescindíveis os famosos espumantes naturais, aqui produzidos.

 

Artesanato em Lamego. 

 

     O artesanato típico continua vivo, apesar de raro e difícil de encontrar. Mas ainda há tanoeiros, cesteiros, oleiros, albardeiros e funileiros à moda antiga.

 

 Caretos de Lazerim - Lamego.

 

     As máscaras de Lazarim, talhadas à mão em madeira, são uma das expressões mais típicas e singulares do artesanato local e um dos seus aspectos mais interessantes.

Topo da Página

 

 

FEIRAS E ROMARIAS


 

     As festas de Nossa Senhora dos Remédios, em Setembro, são a mais importante manifestação popular em Lamego. Aqui acorrem milhares de visitantes e peregrinos que desfrutam de um programa de animação variado, onde se cruzam as actividades culturais e os rituais religiosos.

 

Santuário de Nossa Senhora dos Remédios.

 

     As cerimónias da Semana Santa constituem também um importante momento da celebração e festa entre os lamecenses. Para além dos tradicionais rituais e das procissões, realizam-se concertos de música clássica muito concorridas.

     Todos os anos realizam-se também a feira do 3 de Maio ou feira de Santa Cruz, a Expodouro, em Julho e a Feira Franca, na última quinta-feira de Agosto.

 

Sé de Lamego. 

 

     O Carnaval de Lazarim, onde desfilam as famosas máscaras de madeira, é uma das festas mais concorridas do Município. Vale a pena partilhar com os lamecenses estas festas para conhecer os hábitos e as tradições do entrudo na região.

Topo da Página

 

 

MIRADOUROS


 

     Em todas as freguesias de Lamego há locais onde é possível desfrutar de belíssimas vistas sobre a região. Extensos vinhedos, rios e riachos, aglomerados de casario típico e montanhas imponentes marcam as paisagens que envolvem o Município. Cada estrada, cada ruela, cada janela é um miradouro debruçado sobre os horizontes da região

 

Paisagens de Lamego.

 

     A Serra das Meadas é um dos lugares de onde se avistam os mais belos panoramas de toda a região. Do cimo da Serra vislumbram-se as vilas e cidades circundantes, o Rio Douro rasgando montanhas recortadas em socalcos e horizontes sinuosos de terras distantes. Aqui encontram-se equipamentos hoteleiros e de lazer, para além de magníficos recantos naturais. Mais adiante, existe a capelinha em honra da Nossa Senhora do Monte, de onde os olhos também alcançam um grandioso cenário que se estende por montes e vales a perder de vista.

 

Escadório do Santuário de Nossa Senhora dos Remádios. 

 

     O Santuário de Nossa Senhora dos Remédios é o lugar ideal para avistar a cidade em toda a sua dimensão. Ao longo do escadório que sobe de encontro até ao grandioso templo, encontram-se vários pontos onde se pode parar para descansar e apreciar a paisagem. O Pálio dos Reis é um deles. Aqui estão representados dezoito Reis da Casa de David e no centro, quatro gigantes sustentam um obelisco em honra da Santíssima Virgem. No cimo do escadório, ao lado do Santuário, vale a pena ainda admirar um chafariz arquitectado por Nicolau Nasoni e classificado Imóvel de Interesse Público.

Topo da Página

 

 

TEMPOS LIVRES


 

     Os cenários destas terras são os ideais para a prática de desportos ao ar livre. Os rios Varosa e Balsemão têm condições ideais para a prática de desportos radicais, como o rafting, a canoagem ou o canyoning. Estes rios são também verdadeiros paraísos para os amantes da pesca. Em todo o Município existem ainda locais excelentes para caminhadas, escalada e rappel.

 

Complexo Desportivo de Lamego.

 

     No Complexo Desportivo de Lamego, situado no Monte de Santo Estévão, é possível praticar uma série de modalidades, desde golfe até bilhar, passando por ténis, futebol e ginástica.

     As Piscinas Municipais são uma moderna estrutura de lazer equipada com cinco piscinas, parque aquático, campo de vólei e bar.

     A cidade de Lamego possui também uma Biblioteca Municipal com uma vasta colecção de publicações locais e grandes obras da literatura nacional e internacional.

     Para ocupar os tempos livres, vale a pena ainda um passeio demorado pelo Centro Histórico, para conhecer o passado da cidade, desfrutar da companhia dos que ali vivem e ouvir contar lendas e histórias do velho castelo.

 

Museu de Lamego. 

 

     É indispensável uma visita ao Museu de Lamego, considerado um dos mais prestigiados do país pelo valor e pela singularidade do seu espólio.

 

Parque Isidoro Guedes - Lamego.

 

     A cidade está ainda repleta de espaços verdes, jardins floridos e recantos tranquilos que vale a pena conhecer.

Topo da Página

 

 

PATRIMÓNIO


 

     O património monumental de Lamego é vastíssimo. Exemplares únicos de Arquitectura de diversas épocas da história encontram-se ao virar de cada esquina, em pleno centro da cidade, ou nas freguesias mais distantes, envolvidos por ambientes rurais. Desde os rígidos templos medievais aos imponentes solares setencentistas, passando pelos tesouros do gótico, do barroco ou do manuelino, em tudo se comprovam as raízes ancestrais deste Município e a nobreza da sua gente.

     O Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, situado no cume do Monte de Santo Estévão, é o ex-libris do Município. Importante destino de peregrinação e magnífico exemplar de arte barroca, o Santuário encontra-se no topo de um escadório de 686 degraus que se ergue desde o centro da cidade.

 

Claustros da Sé Catedral de Lamego. 

 

     Bem no coração de Lamego está situada a Sé Catedral, classificada Monumento Nacional. A sua estrutura e os seus pormenores decorativos apresentam um misto de estilos arquitectónicos. No interior, vale a pena admirar os frescos de Nicolau Nasoni, que cobrem os tectos da igreja, com cenas do Antigo Testamento.

 

Igreja de S. Pedro de Balsemão.

 

     Na margem do Rio Balsemão, foi construído aquele que se diz ser o mais antigo templo cristão da Península Ibérica, em honra de S. Pedro. Não há certezas quanto à data da sua construção, mas crê-se que foi erguido entre os séculos VII e X. Esta Igreja é Monumento Nacional desde 1921.

 

Igreja de Almacave - Lamego. 

 

     A Igreja de Almacave, de origem medieval, foi, segundo reza a história, o local onde D. Afonso Henriques reuniu as primeiras Cortes, entre 1142 e 1144.

     Merecem ainda uma visita a Igreja das Chagas, de origem seiscentista, a Capela do Espírito Santo, com raízes medievais, a Igreja de S. Francisco, a Capela de Nossa Senhora dos Meninos, que guarda uma interessante imagem de Nossa Senhora sentada numa cadeirinha, a Igreja do Convento de Ferreirim, onde se podem admirar pinturas dos Mestres de Ferreirim, e a Igreja do Convento de Santa Cruz, um dos maiores templos de Lamego, onde se destacam magníficos painéis de azulejos setecentistas.

     A Casa dos Viscondes de Arneirós, a Casa das Brolhas, a Casa dos Serpas e a Casa do Poço, que conserva duas magníficas janelas manuelinas na fachada lateral, são alguns dos mais belos e interessantes solares do Município, que foram em tempos morada de famílias nobres.

Topo da Página

atualizado em Segunda, 21 Dezembro 2009 12:21
 

VALE DO DOURO SUL

  • Municípios pertencentes à AMVDS.
  • Municípios pertencentes à AMVDS.
  • Municípios pertencentes à AMVDS.
  • Municípios pertencentes à AMVDS.
  • Municípios pertencentes à AMVDS.
  • Municípios pertencentes à AMVDS.
  • Municípios pertencentes à AMVDS.
  • Municípios pertencentes à AMVDS.
  • Municípios pertencentes à AMVDS.
  • Municípios pertencentes à AMVDS.

TERMAS DE AREGOS

FEIRINHA DA TERRA

BARCA DE AREGOS

SESSÃO ONLINE



A SUA OPINIÃO

É importante a existência da AMVDS?
 

VISITANTES ONLINE

Temos 57 visitantes em linha
Free template 'Feel Free' by [ Anch ] Gorsk.net Studio. Please, don't remove this hidden copyleft!